Consulte nossa equipe de vendas




Quer começar o ano dono do próprio negócio? Que tal um food truck?

NA MÍDIA

NA MÍDIA
11/01/2016

Os food trucks já deixaram de ser modismo para serem vistos como uma boa fonte de renda e de negócios. Mas para sair por aí com um deles, é preciso antes saber que é necessário ser uma empresa, ter autorização da Vigilância Sanitária e alvará para funcionamento. Os custos variam de acordo com o município onde o dono do food truck pretende atuar. A cidade de São Paulo foi pioneira e teve muitos empreendedores seguindo o caminho de profissionais que já atuam no mercado fora do Brasil. Depois veio o Rio de Janeiro seguindo a mesma onda e agora são muitos os estados onde existem leis que permitem a abertura de food trucks.

O segmento de alimentação sobre rodas está inserido no mercado de alimentação fora do larque vem movimentando no Brasil o equivalente a R$ 140 bilhões. Tiago Tauil, da Top4branding, empresa que organiza eventos com food trucks, lembra que, além do talento na cozinha e aquela vontade de conquistar o consumidor pela boca, é preciso investir também no veículo e em sua adaptação. Os food trucks podem ser montados em trailers, vans, peruas e em pequenos caminhões e operar em locais permitidos dentro das leis de zoneamento, segundo informações do Sebrae.

“Existem diversas empresas que fazem essa adaptação, os custos vão de R$ 30 mil a R$ 200 mil , dependendo do tipo do veículo e equipamentos de cozinha.Com relação aos espaços definidos para funcionamento dos food trucks, especificamente em relação ao município do Rio de Janeiro, o Decreto Nº 39709 de 2 de janeiro de 2015 regulamenta e ajusta as normas de comercialização e utilização do comércio de alimentos em veículos sobre rodas. Valer com atenção o decreto”, diz Tauilm que também é diretor da Associação de Feiras e Eventos Gastronômicos e Culturais do Rio de Janeiro (AFEGAC-RJ).

A associação vem trabalhando para profissionalizar o trabalho de quem atua com trucks no Rio. Além da AFEGAC-RJ, existem também a ACASO-RJ, a Associação de Comida Artesanal Sobre Rodas do Rio de Janeiro, que tem cerca de 80 associados. A busca por informações nestas entidades pode ajudar e muito na hora de montar o próprio truck.

Especializada na montagem de food trucks, a FAG Brasil é uma das empresas que atua no segmento. No começo, em 2008, a empresa só atendia a demandas de personalização de ambulâncias, UTIs Móveis e também remoção de pessoas. Em 2011, atenta ao mercado por conta da busca dos empreendedores por negócios sobre rodas, a empresa resolveu ampliar o mix de serviço. Segundo Gislene Gonçalves Viana, sócia-diretora da empresa, entre as vantagens do negócio sobre rodas, está a diminuição dos gastos comuns para manter um ponto comercial fixo.

“A possibilidade de investir em um veículo personalizado é atraente para os novos empreendedores, já que diminui os gastos fixos com ponto comercial. Água, conta de energia e imposto predial, por exemplo”, afirma. “Além disso, com a truck é possível ir até onde o cliente está, diversificando regiões e, inclusive, participando de eventos. Isso realmente aumenta a visibilidade da marca”, finaliza.

Seja em voo solo ou com apoio de uma franquia ou marca, veja algumas opções de food trucks para inspirar quem está pensando em sair por aí mostrando seu valor na gastronomia:

Egg Truck da Granja Mantiqueira – O objetivo deste modelo de food truck é solidificar a marca, além de associar o consumo de ovos à questão de saúde. Há sempre três opções de recheio para os dois pratos salgados oferecidos

Quitinete na Rua – Duda Ferreira, Luiz Morillo e Renato Consollaro estacionaram a hamburgueira nas ruas de São Paulo, com clima informal e preços convidativos. O investimento foi de R$ 350 mil

Espetto Carioca – A rede de franquias lançou o modelo truck em outubro de 2015, na feira da ABF-Rio 2015. O modelo Espetto truck exige investimento de, no mínimo R$ 120 mil, com retorno de 12 meses. A projeção é operar 20 food trucks no primeiro ano de lançamento.

Pepper Truck (Blumenau – SC) – Os sócios do Pepper Truck, Caio Fontenelle e Vinicius Bressiani são os organizadores do Food Truck Festival Blumenau que teve duas edições em 2015. O investimento deles no truck foi de R$ 160 mil

Fonte: CurtaNegócios

Aproveite e veja os FOOD TRUCKS já criados pela FAG BRASIL.

VOLTAR